Select the Language

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Washington e Chicago


WASHINGTON D.C.

Minha viagem para Washington, teve uma finalidade diferente. Saí do meu trabalho e resolvi fazer uma imersão de pelo menos três meses para aprimorar meu idioma. Optei então por fazer um curso de Business English em uma escola conveniada da American University. Tinha opção de várias cidades ao redor do mundo, porém queria vivenciar um pouco do estilo norte americano de viver. Dentre as várias cidades dos Estados Unidos, optei por Washington por ter um grande amigo que vive nesta cidade e que prontamente se ofereceu a me ajudar com algumas coisas operacionais, como alugar um apartamento etc etc. Resolvi tudo em menos de três semanas e no dia 4 de janeiro de 2012 estava embarcando para a capital dos Estados Unidos. Confesso que a escolha foi a mais acertada possível, já que me encantei por esta cidade!
Washington DC (DC é a abreviação de Distrito de Columbia), está para os Estados Unidos assim como Brasília para o Brasil. A maioria da população é natural de outros lugares e estão naquela cidade para trabalhar. A situação mais comum é você conhecer pessoas que trabalham para algum órgão governamental: Banco Mundial, FMI, BID, Tesouro Nacional, Pentágono, Casa Branca, Suprema Corte, além de Políticos. O círculo de amizades que fiz foi fantástico e tenho certeza que os terei como amigos para sempre. A sensação de viver em Washington é muito impactante. Ver o Helicóptero do então Presidente Barack Obama sobrevoando a sua cabeça, assistir uma seção no Capitólio, ver manifestantes reivindicando em frente à Suprema Corte, enfim saber que naquela cidade estão sendo tomadas algumas das decisões mais importantes do mundo, é fenomenal. 
A arquitetura de Washington é um espetáculo à parte. A cidade é toda plana e suas edificações não podem passar a altura do famoso Obelisco chamado de Monumento a Washington. George Washington contratou um engenheiro francês chamado Pierre Charles L'efant para planejar a cidade que foi construída tendo o Capitólio como centro. Todas as construções são bem grandiosas e é inevitável se pegar parado em frente uma delas a contemplar! A extensão que conecta o Capitólio, passando pelo Obelisco até chegar ao Lincoln Memorian, é conhecida como National Mall (ou simplesmente Mall), e é onde se concentra a maioria dos Museus. Uma particularidade maravilhosa de Washington é que quase a totalidade de seus Museus são gratuitos, e olha que não são poucos. Se localizar na cidade é muito simples. As ruas paralelas ao National Mall possuem as letras do alfabeto em sequencia como nome e as perpendiculares formam uma sequência numérica. O transporte público atende bem, apesar do que o sistema de metrô da cidade está longe de se comparar com outros centros urbanos do mundo, já que vive em manutenção e é muito antigo. 


National Mall
Chega-se a Washington por três aeroportos. O primeiro é o Reagan National Airport (DCA), o segundo o Baltimore (BWI) e o terceiro o Dulles (IAD). O DCA é sem dúvida o mais conveniente,  já que é o mais próximo e existe uma parada do metrô em frente ao aeroporto que vai direto ao centro da cidade. O BWI fica no município de Baltimore e é bem afastado do centro. Foi por este que eu cheguei. Existem algumas opções de se chegar ao centro pelo BWI. A primeira e mais cara é o táxi. A segunda é pegar um Shuttle (Van), que possui um balcão de atendimento logo no desembarque. Você diz o destino e eles te deixam na porta. O custo é de U$ 38,00 e se estiver com mais de uma pessoa a segunda tem desconto. A terceira forma (e mais barata), é pegar um ônibus no desembarque que te leva até a estação do trem que fica há menos de 10 minutos do aeroporto. Lá é só pegar esse trem que te deixa na Union Station, que é a estação central de Washington (onde encontram-se metrô, táxis e ônibus). O terceiro aeroporto (IAD), também fica mais afastado, porém não o utilizei e por isso desconheço as formas de transporte até ele. 
Cheguei a Washington e fui direto ao encontro de meu amigo no escritório que trabalha. Estava fazendo um frio de mais ou menos 10 graus e eu como um bom brasileiro me queixei da temperatura. Logo veio a notícia dada por ele: "prepare-se porque hoje está bem quente para a média de temperatura que faz por aqui no inverno". Dito e feito: três dias depois o tempo virou e lá estava eu, totalmente despreparado debaixo de uma tempestade de neve! Fui correndo à Macy's (loja de departamento muito famosa nos Estados Unidos), e comprei todos os acessórios possíveis para encarar aquele inverno dos próximos 3 meses. Sem dúvida, a melhor compra que fiz foi um protetor de orelha. Com ele consegui suportar melhor o inverno. É fato que todos os lugares estão equipados com calefação, porém na rua é inevitável passar frio. 
Cheguei cansado da viagem e como meu amigo estava trabalhando, fui me encontrar com outro amigo dele que me hospedaria nos primeiros dias, até encontrar um apartamento para alugar. Esse amigo chamado Jesus, também se tornou um grande amigo meu e sua paciência de me hospedar em sua casa por mais de duas semanas (demorei a encontrar um apartamento), foi de uma gentileza sem tamanho. Foram duas semanas que ele fez questão de me fazer sentir em casa e serei eternamente grato. 
Já na hora do almoço, Jesus me levou a um restaurante mexicano. Aqui faço um adendo a outro diferencial de Washington: A gastronomia! Nesta cidade, é possível degustar a cozinha de praticamente todos os países do mundo. Alguns exemplos de comidas que provei além da Americana: Mexicana, Francesa, Tailandesa, Etiopense, Italiana, Japonesa, Indiana. Um adendo à parte à comida Porto Riquenha e Paraguaia: A naturalidade do dono da casa que fiquei nas primeiras semanas era Porto Riquenha e ele era um cozinheiro de mão cheia! Duas amigas que fiz eram Paraguaias e sempre cozinhavam em sua casa! Aprendi a degustar e adorar a comida Porto Riquenha e Paraguaia!!!


Americana


Indiana


Francesa


Japonesa


Mexicana


Paraguaia


Porto Riquenha


Tailandesa

Etiopense

Durante o tempo que fiquei em Washington, tinha aula de segunda a quinta-feira de 08:30 às 16:45 hs e às sextas de 08:30 às 12:40 hs. Toda sexta-feira na parte da tarde saía da aula e ia visitar algum museu. Como disse acima quase todos são gratuitos e possuem um acervo incrível. Vou relacionar aqui alguns dos principais:

National Air and Space Museum: Conta a história da aviação, incluindo a viagem à Lua. Confesso que esperava mais, mas no estado de Virginia (ao lado de Washington), existe um mais completo. www.nasm.si.edu



National Gallery of Art: Para mim um dos mais legais e com melhor acervo. É dividido em dois prédios, sendo um de arte moderna e o outro com um longo período de arte antiga. O túnel que conecta os dois prédios é feito de led e dá um visual incrível. Existem lojas onde é possível comprar vários items interessantes. www.nga.gov

Tunel que liga os dois prédios do museu


Holocaust Memorian Museum: Um dos mais impactantes. É muito revoltante saber que nosso mundo viveu esta história tão recente. O museu mostra com detalhes os acontecimentos do Holocausto e termina com uma sala onde a voz dos próprios sobreviventes narra os horrores vividos. É impossível sair de lá indiferente. www.ushmm.org



National Museum of Natural History: É o museu de história natural. Muito completo e com várias exposições temporárias. Para as crianças é um passeio fantástico, mas os adultos também se divertem. www.mnh.si.edu




Newseum: É o museu da imprensa. Conta um pouco da história da imprensa no mundo. Na entrada são expostas diariamente a capa dos jornais de todos os estados americanos e de vários países do Mundo, inclusive o Brasil.




International Spy Museum: É o museu da espionagem. No acervo está o carro usado no filme "007 contra Goldfinger". www.spymuseum.org



EM CONSTRUÇÃO

2 comentários:

  1. Marco, te achei!!! Saudades!!! Compartilhei seu blog no meu facebook, adorei! Vou seguindo...

    ResponderExcluir
  2. Ei Denia!!! Tudo bem?
    QUe bom que você gostou! Compartilha mesmo e já que você também viaja muito, fique a vontade para dar contribuições e dicas das suas viagens também!
    Bjão

    ResponderExcluir